Fique por dentro do BLOG da BJNET

O que é o IPv6?
O que é o IPv6?

Da mesma forma que quando vamos mandar uma correspondência via correio, precisamos colocar o endereço de remetente e destinatário, pela internet não é diferente. Cada dispositivo conectado a rede possui um código único para que ele possa se comunicar e trocar mensagens entre si. Essa identificação é feita pelo endereço de IP (Internet Protocol), o protocolo de comunicação usado na internet, qualquer dispositivo que deseje se conectar a rede precisa ter um número de IP. Esse número é único e exclusivo para cada dispositivo, semelhante a um número de telefone e permite que as conexões de internet sejam estabelecidas.

Atualmente o mais usado é o IPV4, a quarta versão do protocolo IP, em que cada endereço é composto por um número de 32bits, com isso é possível formar 4.294.967.296 bilhões de combinações diferentes, sendo esse o limite máximo de quantidade de endereços do IPV4. O que representa um problema, pois nos dia de hoje a demanda por conexão aumenta a todo o instante, e em breve não haverá mais números disponíveis para a implementação de redes novas.

Como uma solução paliativa para o problema, foi criado o sistema CGNAT, Carrier Grade Network Address Translation, que resumidamente compartilha um único endereço de IP válido para vários computadores poderem se conectar, alocando um IP e atribuindo máscaras a ele. Aumentando assim a vida útil do IPV4.

A solução definitiva está no IPV6, o protocolo que irá substituir o anterior e assumir as conexões mundiais. Basicamente tem a mesma função, com a diferença de que permite a conexão de muito mais aparelhos. Trabalhando com 128 bits garante 340 undecilhões de endereços ou 2 elevado a 128, e diferente do IPV4 que possuía 4 conjuntos de 8 bits, o IPV6 é hexadecimal, sendo mais do que suficiente para suprir a demanda mundial de internet.

O IPV6 será um dos responsáveis para disseminação da Internet das Coisas, em que não apenas computadores ou tablets terão conexão com a internet, mas eletrodomésticos, carros e até mesmo casas estarão online e comunicando-se entre si. Aliado a isso a conexão móvel 5G promete uma revolução em portabilidade de internet, fatos que irão exigir um número muito maior de endereços de IPs, algo que seria impensável com o IPV4, o IPV6 pode assumir essa demanda sempre problemas.

No IPV6 cada dispositivo terá um IP exclusivo, sem necessidade de configurações intermediárias, como o NAT. Durante o período de migração serão utilizados simultaneamente ambos os protocolos, IPV4 e IPV6.

Leia mais no BLOG da Bjnet

Quer montar um plano com com suas necessidades ?

Nos passe um pouco sobre o seu uso e montamos uma plano ideal para o seu negócio, condomínio ou evento.

Pacotes Especiais
Suba