Fique por dentro do BLOG da BJNET

5 dicas para melhorar o sinal da sua rede Wi-Fi
5 dicas para melhorar o sinal da sua rede Wi-Fi

1. Mantenha seus equipamentos atualizados

Assim como todos os equipamentos eletrônicos e tecnologias, o WiFi está em constante evolução, portanto, sempre que puder, você deve atualizar os seus aparelhos para garantir sempre mais velocidade e confiabilidade na transmissão de dados.

Existem vários padrões IEEE 802.11 para redes sem fio atualmente, como A, B, G, N e AC. Enquanto o padrão B transfere os dados com até 11 Mbps de velocidade, os padrões A e G conseguem transmitir informações em até 54 Mbps. O formato N consegue enviar e receber dados em até 600 Mbps, e o AC chegaria ao 1 Gbps.

Para conseguir atingir velocidades maiores de transmissão, você precisa ter um roteador que seja capaz de transmitir no padrão AC e uma placa de rede compatível com esse formato — mas as mais comuns são limitadas ao padrão N. As placas de rede mais antigas podem ser substituídas com facilidade; já os roteadores precisam ser trocados por modelos mais novos.

2. Posicione o seu roteador no melhor lugar possível

Mesmo que o seu roteador não combine com a decoração de sua sala de estar, não é aconselhável que você o esconda atrás de algum móvel. É extremamente importante que ele fique posicionado em um local alto e completamente livre de obstáculos. Afinal de contas, ele é um transmissor de sinal e precisa de espaço.

O ideal é deixar o equipamento no local mais central de sua casa, assim você garante a melhor cobertura de sinal possível até nos cantos mais distantes. Outra dica importante é manter o aparelho em um lugar alto, como em cima de alguma prateleira, ou preso na parede mesmo.

Algo que muitas pessoas fazem ao perceber que o sinal está fraco é posicionar as antenas do roteador em direção ao local em que você está. Isso é completamente errado, afinal de contas, o roteador não é uma antena de TV. Portanto, para garantir a qualidade do sinal, deixe sempre as antenas do aparelho apontadas para cima.

3. Livre-se de aparelhos que causam interferência

Além de outros roteadores próximos, existem diversos outros equipamentos que podem causar interferência em sua rede. Telefones sem fio e fornos de micro-ondas estão entre os principais responsáveis por isso. Vale lembrar que até mesmo a construção dos banheiros pode ser um obstáculo.

Para evitar esse problema, você pode adquirir aparelhos de telefone ou roteadores com frequências diferentes. Caso instalar novos equipamentos não seja uma opção, simplesmente posicioná-los longe um do outro pode resolver os problemas na maioria dos casos.

4. Aumente a segurança de sua rede e se livre dos ladrões de sinal

Mesmo que o seu roteador já tenha uma senha cadastrada, pode ser que ela seja muito simples e algum vizinho oportunista esteja roubando o sinal de sua rede, deixando-a lenta. A melhor maneira de evitar que esse tipo de coisa aconteça é escolher um padrão de segurança mais avançado, como o WPA.

A senha deve ser difícil, sempre misturando letras e números. Assim como todos os códigos de segurança, você deve mudá-lo frequentemente. Para evitar que outras pessoas identifiquem a sua rede e possam tentar “adivinhar” a senha, evite usar nomes que indiquem de onde é o sinal, como “WiFi do fulano”. 

5. Desligue e ligue seu roteador esporadicamente

Muitas vezes o roteador pode travar por causa do aquecimento. Para restaurar a “sanidade” do equipamento, você pode desligá-lo de tempos em tempos manualmente.

Leia mais no BLOG da Bjnet

Quer montar um plano com com suas necessidades ?

Nos passe um pouco sobre o seu uso e montamos uma plano ideal para o seu negócio, condomínio ou evento.

Pacotes Especiais
Suba